Como escrever um bom texto jurídico?

Já foi o tempo em que para se obter prestígio era preciso ter um artigo jurídico publicado em uma revista especializada. Hoje, juristas podem ganhar prestígio e conhecimento escrevendo em blogs. Mas alguns cuidados são necessários. Saiba agora como escrever bons artigos jurídicos.

A primeira coisa a se ter em mente antes de escrever o artigo é definir um objetivo. Você quer escrever para ganhar autoridade? Ou debater o assunto com outros colegas? Ou a intenção é atrair clientes?

A partir desse objetivo, defina o modo de escrita. Caso queira ganhar prestígio ou debater o assunto com outros juristas, não se sinta constrangido por usar termos técnicos. Afinal, os colegas te entenderão facilmente.

Entretanto, se o objetivo é atrair leitores de um universo maior, ou mesmo clientes, evite “juridiquês” e use uma linguagem mais coloquial. Mas atenção: o uso do português culto é obrigatório. Nada de linguagem de internet (vc, rs, tbm, dentre outras expressões).

top view of man holding android smartphone near macbook and newspaper
Foto por  Pexels.com 

Atraia leitores com o Google

Leve em consideração ainda o poder das ferramentas de pesquisa na divulgação dos seus artigos. Para aparecer melhor no Google, use palavras-chaves que seu potencial leitor pode pesquisar e chegar até você. A palavra-chave é aquela palavra que o internauta vai escrever no campo de pesquisas.

Essa palavra-chave deve aparecer no título, no primeiro parágrafo e no último parágrafo. Mas só use-as se fizer sentido. Mais importante do que usar as palavras-chaves é ter um texto coeso e que realmente apresente informações úteis ao leitor.

Fique atento também ao chamado “paradoxo da internet”. Quanto mais informações úteis seu texto tiver, mais rico ele será, e o Google leva isso em consideração.

Por outro lado, a maioria dos internautas quer informações imediatas. Assim, quanto mais extenso o texto, maior a chance de o leitor abandoná-lo no meio. Para evitar essa rejeição, existem técnicas de “escaneabilidade” que ajudam a prender a atenção do leitor até o final.

Essas técnicas incluem o uso de intertítulos, links externos, bullet points e negritos. Assim, o leitor vai “escaneando” o texto em busca das informações que lhe interessam.

Essas são as premissas básicas para escrever um bom artigo jurídico. Ficou com alguma dúvida? Deixe sua pergunta nos comentários.

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s